O PODER nas organizações


Introdução:

direcao

INTRODUÇÃO


Se podemos dizer que liderar é influenciar pessoas na direção de um determinado objetivo, em que este conceito de influenciar se difere do conceito de poder?

Influenciar tem um significado muito próximo ao poder, pois se refere também à habilidade de mudar comportamentos, mas tende a ser mais sutil e mais indireto que o poder.

Poder indica a habilidade de afetar os resultados com maior facilidade do que a influência, diz Lyness & Thompson (apudDuBrin, 2006).


Estudando LIKERT & LIKERT (1979), KRAUSZ (1991), SALAZAR (1998) e ROBBINS (2002) que seguem os trabalhos de FRENCH & RAVEN (1960), percebe-se a sustentação do poder em cinco pontos distintos.

Esses personificam as formas de relacionamento entre aquele que detém o poder e aquele que é influenciado por este.


Neste sentido, convidamos você a desenvolver esta "habilidade".




  

Tarefa:

TAREFA


De acordo com as equipes organizadas em sala:

  • Discutir o texto com os membros da equipe, observando os cinco poderes exemplificados no texto (link acima) e destacados a seguir:

    • Poder de recompensa: submissão obtida com base na capacidade de distribuição de recompensas vistas como valiosas pelos outros.

    • Poder coercitivo: baseado no medo, na capacidade do detentor de distribuir punições e sanções.

    • Poder legítimo: é o poder que uma pessoa recebe como resultado de sua posição na hierarquia formal da organização.

    • Poder de referência: influência baseada na posse, por uma pessoa, de trações pessoais ou recursos desejados.

    • Poder de especialista: influência baseada em habilidades específicas ou em conhecimento;

  • Criar e filmar uma dramatização que represente o “Poder em uma organização”.

 
 
   

Processo:

PROCESSO


Após a leitura e debate do texto e demais referências sobre o tema proposto na Tarefa, cada equipe precisa:

  1. Escolher 2 (dois) dos 5 (cinco) poderes que serão dramatizados no vídeo.

  2. Em conjunto, escrever um breve roteiro, com as falas, sons, músicas, imagens que serão utilizadas na produção do vídeo.

  3. Definir os atores, cinegrafista e outros participantes da dramatização, e a empresa da qual será feita o vídeo.

  4. Editar o vídeo com algum software específico para que o mesmo tenha entre 5 e 10 minutos de duração. Sugestões: http://moviemakeronline.com/ ou Moviemaker do Windows.

  5. O vídeo deve mostrar no final, os créditos, nomes dos integrantes da equipe e as funções desempenhadas na dramatização e produção do vídeo.

  6. Publicar o vídeo produzido no Youtube ou Vímeo.

  7. Apresentar o vídeo aos colegas em sala dia 20/06/2015.

  8. Compartilhar o link do vídeo no e-mail do grupo da turma: O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.

 

   


Fontes de Informação:

FONTES DE INFORMAÇÃO


Link do Texto base para leitura, debate e dramatização:

 

Vídeos para aprofundamento:

 

Editores de Vídeos

 
 
 
   

Avaliação:

AVALIAÇÃO


O trabalho apresentado será avaliado no seguinte critério:

  • Desenvolvimento de habilidades gerenciais.

Os indicadores de aprendizagem são:

  • Evidencia as características básicas do poder nas organizações e as habilidades do gestor

  • Identifica as habilidades gerenciais mais importantes necessárias em contextos empresariais específicos.

Verificar nos alunos as habilidades de:

  • compreensão, síntese, aplicação, análise, produção e criatividade.
 
     
 
   

Conclusão:

CONCLUSÃO

 

Diante dos conceitos de poderes estudados no trabalho, verificou-se que alguns autores tentaram descrever o que é o poder e outros tentaram contribuir dizendo como utilizar o poder. É importante destacar que o poder só existe diante de uma situação em que se encontram um influenciado e um influenciador. A dependência entre as partes reflete na forma de poder exercido.

O poder ou a forma de governo nas organizações em muitos casos personifica da postura do influenciador. Desta forma, o detentor do poder pode transparecer uma ou várias características que podem ser rotuladas pelo grupo ou no grupo, como: autocrático, democrático ou liberal.

É estudando um grupo e conhecendo as bases ou fontes de poder, que fica fácil traduzir o tipo de poder exercido sobre o influenciado. Este diagnóstico é importantíssimo, pois, em alguns casos, os frutos do poder podem ser caracterizados como negativos, sendo fundamental o trabalho na base ou fonte do relacionamento.



  


Créditos:

CRÉDITOS


Faculdade de Tecnologia Senac Criciúma

Curso Superior de Processos Gerenciais

Professores:

  • Soraia Regina Naspolini Coral - O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.

  • Marcelo Mazon - O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.

Público alvo: Alunos de Pós-Graduação em Didática de Ensino Superior - 2015/1

Criciúma, 14 de maio de 2015.


Tá quase acabando, vamos lá, FALTA UM!!!!!